Candidatura

 

O Centro Educativo recebe crianças de ambos os sexos, com idade até aos 36 meses para a Creche, e entre os 3 e os 5 anos para o Jardim de Infância. A idade de referência da criança é aquela que terá no dia 31 de dezembro do ano letivo em que ingressa.

Para efeito de candidatura deverá ser efetuado o preenchimento da ficha de candidatura (disponível a partir do dia 15 de janeiro no site da Obra Social Paulo VI) que constituirá, no caso de admissão, parte integrante do seu processo individual, devendo fazer prova das declarações efetuadas, mediante a apresentação da seguinte informação:

    1. a) Declaração médica em caso de patologia que determine a necessidade de cuidados especiais;
  1. b) Comprovativos dos rendimentos do agregado familiar;
  2. c) O valor da renda de casa ou de prestação devida pela aquisição de habitação própria;
  3. d) As despesas com saúde e a aquisição de medicamentos de uso continuado em caso de doença crónica;
  4. e) Despesas com transportes até ao valor máximo da tarifa de transporte da zona de residência;
  5. f) Comparticipação nas despesas na resposta social ERPI relativo a ascendentes e outros familiares.
  6. g) Comprovativo de morada.
 

A ficha de candidatura depois de descarregada deverá ser preenchida no computador e só depois impressa. Depois deverá ser assinada e novamente digitalizada e enviada por email para: candidatura@obrasocialpaulovi.pt

O período de candidatura decorre na última semana de janeiro e primeira de fevereiro, para iniciar a frequência na Obra Social Paulo VI em setembro desse ano.

O horário de atendimento para a candidatura é das 8h30 às 17h00, por marcação telefónica: 937021796. Devido à situação de pandemia que se está a viver nesta hora, o atendimento será feito via Zoom

A candidatura é um ato presencial, mas nas circunstancias atuais, a entrevista é realizada via Zoom e só é válida depois de conferida e assinada por um responsável da Obra Social Paulo VI.

A seleção efetuar-se-á até ao dia 15 de março

Os Encarregados de Educação das crianças são informados da admissão ou da não admissão até 15 de março, por email (nos casos em que não é possível, será por carta).

No dia 15 de março, é afixada na Portaria da Obra Social Paulo VI a lista das crianças admitidas.

Os encarregados de educação das crianças selecionadas devem entregar a documentação pedida na Carta de Admissão até à data indicada na mesma e proceder ao pagamento de uma taxa de inscrição no valor de 50€. Se tal não se verificar, o processo de admissão fica sem efeito.